Grupo Flanjaço contribui com a retomada do crescimento industrial brasileiro

Expansão empresarial entre as empresas Flanjaço, FMW e Coneflan colabora com a economia do mercado

A Flanjaço, líder no segmento de flanges de precisão, ampliou sua área de atuação com a aquisição das empresas Coneflan e FMW, tornando-se o Grupo Flanjaço. Com esta união, o Grupo passa a oferecer diversidade em produtos, com objetivo de atender melhor as demandas do mercado, além de reforçar os valores ambientais e sociais que compõe as empresas.

Com a retomada econômica das indústrias brasileiras, a expansão empresarial do Grupo veio na hora certa. Segundo uma análise feita pela FIESP (Federação da Indústria do Estado de São Paulo) e CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), no final de 2017, se estima que 2018 encerre o período com o aumento de 2,8% do PIB, proporcionando condições favoráveis no mercado externo e redução de taxas de juros, expansão de crédito e aumento do consumo estimulando a produção. A taxa de desemprego também reduzirá, consequentemente, elevando a massa salarial.

As previsões apresentadas pelo estudo foram assertivas, mostrando recuperação do mercado nacional, sustentada pelo consumo de empresas, famílias e investimentos após período árduo de quedas sucessivas.

A união das empresas FMW, Coneflan e Flanjaço reformaram suas estruturas, e reforçam a melhora do mercado e a recuperação da confiança do empresariado, mostrando sinais positivos na retomada da economia brasileira, além de contribuir para o barateamento do crédito com a redução dos spreads bancários.

O caminho que as indústrias enfrentam é difícil e lento, mas é possível alcançar a retomada, como o Grupo Flanjaço e outras empresas, que sustentam a melhora da massa salarial, redução da inflação baixa, diminuição da taxa de juros, aumento das exportações, entre outros fatores positivos responsáveis pela aceleração do mercado.